Arquivo da tag: gruposmutuaajuda

Prestar Serviço e os Conceitos

“Bons líderes de serviço, bem como métodos sólidos e adequados para a sua escolha são, em todos os níveis, indispensáveis para o nosso funcionamento e segurança no futuro”.
9º Conceito de AA

Como modelos de conceitos para grupos anônimos brasileiros disponíveis na internet hoje encontramos dois modelos bastante distintos: os Conceitos de Alcoólicos Anônimos que apresenta a complexidade de uma estrutura que expandiu mundialmente de uma forma muito ampla e os Conceitos de MADA RJ que ainda estão em uma fase inicial de elaboração.

Explica-se que essas diferenças, inclusive da maioria das irmandades anônimas nem sequer possuírem uniformemente todo o conjunto de normativas e ferramentas de recuperação, não devem ser confundidas como “desorganização” das mesmas; mas explicadas que alguns grupos são muito mais recentes em relação à célula-mãe que é AA – com seus mais de 80 anos de atuação – e também pelo respeito à 4ª Tradição sobre a autonomia de cada grupo em se auto-organizar a seu tempo e critérios.

Ilustraremos com os Conceitos de MADA RJ por sua simplicidade em relação à definição a respeito da prestação de serviço nos grupos.

OS DOZE CONCEITOS DE MADA
01. Para cumprir o propósito primordial da nossa Irmandade, os Grupos de MADA se juntaram para criar uma estrutura que desenvolve, coordena e mantém serviços por MADA como um todo.
02. A responsabilidade final e autoridade sobre os serviços em MADA permanecem com os Grupos de MADA.
03. Os Grupos de MADA delegam à estrutura de serviço a autoridade necessária para cumprir as responsabilidades a ela atribuídas.
04. A liderança efetiva é altamente valorizada em MADA. As qualidades de liderança devem ser cuidadosamente consideradas ao selecionar servidoras de confiança.
05. Para cada responsabilidade atribuída à estrutura de serviço, deve ser claramente definido um único ponto de decisão e prestação de contas.
06. A consciência coletiva é o meio espiritual, pelo qual convidamos um Deus amantíssimo a influenciar nossas decisões.
07. Todos os membros de um corpo de serviço arcam com responsabilidade substancial pelas decisões deste corpo e devem poder participar plenamente no seu processo de tomada de decisão.
08. A nossa estrutura de serviço depende da integridade e eficiência de nossas comunicações.
09. Todos os elementos da nossa estrutura de serviço têm a responsabilidade de considerar cuidadosamente todos os pontos de vista nos seus processos de tomada de decisão.
10. Qualquer membro de um corpo de serviço pode requerer deste corpo a retratação por ofensa pessoal, sem medo de represália.
11. Os recursos de MADA devem ser usados para promover nosso propósito primordial e devem ser administrados com responsabilidade.
12. De acordo com a natureza espiritual de MADA nossa estrutura deve ser sempre de serviço, nunca de governo.

“Como indivíduos e como irmandade, vamos certamente sofrer se deixarmos toda a tarefa do planejamento para o amanhã, nas mãos da Providência. A verdadeira Providência Divina foi dar a nós, seres humanos, uma considerável capacidade de antevisão e Ela evidentemente espera que a usemos. Naturalmente, podemos muitas vezes cometer erros de cálculo quanto ao futuro, no todo ou em parte, mas o pior é recusar-se a pensar nele.” Doze Conceitos para Serviços Mundiais, pág. 44

Anúncios

Outros Grupos

“Só eu posso, mas não posso sozinho!” – Lema de Narcóticos Anônimos

O Programa de Doze Passos baseado em Alcoólicos Anônimos como célula mãe pode encontrar entusiastas e detratores – mas o fato é que perdura há mais de oito décadas com salas cheias ao redor do mundo. E outros tipos de grupos anônimos permanecem surgindo conforme as questões contemporâneas invadem as vidas dos indivíduos.

Apesar dos esforços em se criar e manter grupos capazes de abranger ao máximo os assuntos relacionados ao motivos causadores de desequilíbrios espirituais e causadores de males como a depressão, isolamento e suicídio – entre muitos outros – é possível perceber que muitos grupos ainda poderiam ser criados como suporte aos mais diferentes grupos sociais. Algumas sugestões seriam:

  • Transgêneros
  • Solitários
  • Uso compulsivo de internet
  • Acumuladores (objetos, animais, etc)
  • Dificuldades de aprendizado
  • Bullying
  • Idosos
  • Mães solteiras
  • Crianças com transtornos de comportamento
  • Deficientes físicos
  • Pessoas afetadas por doenças específicas
  • Vítimas de assédio sexual
  • Fanatismo (político, religioso…)
  • Agressores
  • Refugiados e imigrantes
  • (… alguma sugestão para adicionar?)

Apesar da forte inspiração, também surgem a cada dia novos tipos de grupos que apesar de parecidos por constituírem terapias em grupo, NÃO SÃO BASEADAS em doze passos de AA da maneira tradicional. Por essa mesma razão não estão listados em nosso menu de endereços, mas merecem nota pelo serviço prestado a pessoas com diferentes tipos de dificuldades físicas, mentais e espirituais.

Outros Grupos em Portugal (não anónimos)

Na verdade, seja pela a inexistência de alguns grupos ou seja pelo surgimento de grupos de iniciativa privada, o fato é que existe demanda! E nós podemos sim criar e recriar todos eles – e outros tantos mais – como grupos anônimos de mútua ajuda gratuitos baseados no programa de doze passos de alcoólicos anônimos. Que tal?

“Em A.A. nada se cria. Tudo se copia!” – Lema de Alcoólicos Anônimos